Auto-Realização

O Evangelho é portador da melhor pedagogia, da melhor técnica para a conquista da auto-realização.

Ama - assevera Jesus.

Não há como sofismar tal proposta.

Nenhuma escusa é possível para negá-la.

Circunstância alguma pode ser apresentada para justificar a sua não-vivência.

Em momento nenhum se pode nele encontrar a diretriz: seja amado.

Pelo contrário, em todo o seu tecido doutrinário, o imperativo é sempre amar.

Perdoa - propõe a Palavra de forma irretocável.

Não há como fugir do perdão.

Qualquer tentativa de negá-lo resulta em autopunição, porque o ressentimento, o ódio, o desejo de revide se transformam em verdutos implacáveis daquele que os preservam.

Serve - determina, enfático, o Verbo.

Impossível manter-se alguém em paz de consciência, longe do serviço iluminativo, de preservaçãoe desenvolvimento do Bem.

Ociosidade é ferrugem nas engrenagens da vida.

O serviço vitaliza e promove aquele que o executa, particularmente quando é destituído de remuneração, de retribuição, de interesse pessoal e imediatista.

O amor, o perdão e o serviço tornam-se, desse modo, caminhos para a auto-realização.

*

Pretentem, muitos discípulos do Espiritualismo, encontrar a auto-realização fugindo do mundo, negando-o ou detestando-o.

Certamente o processo não atende à meta essencial, que é o encontro com a plenitude, a auto-iluminação.

Fugir é ato de desamor.

Negar corresponde a dificultar o entendimento, o perdão às agressões, aos conflitos.

Detestar se torna escusa para não servir.

Há portanto, prevalência, em tal conduta, do egoísmo perturbador.

O amor, o perdão e o serviço trabalham o indivíduo, auxiliano-o a aprimorar-se, a realizar-se.

*

Pedro fugiu do testemunho ao lado de Jesus perseguido, e, despertando através do amor, deixou-se sacrificar mais tarde, perfeitamente harmonizado.

Saulo saiu em insana perseguição aos discípulos do Mestre, todavia, deparando-se com ele no deserto, e perdoado, entregou-se-Lhe em regime de totalidade, mudando, inclusive, de nome, assim superando o homem velho e renascendo...

Maria de Magdala, arrependendo-se dos equívocos a que se entregava, revolucionou interiormente a existência, e doou-se ao serviço da Boa Nova com tal devotamento, que o Senhor a elegeu para revê-lO após a morte e anunciar-Lhe a ressurreição.

Amor, perdão e serviço constituem métodos de fácil aplicação no dia-a-dia da existência corporal, a fim de desenvolver as potencialidades divinas que jazem em todos os seres, levando-os à auto-realização, à plenificação.

*

Exercita o amor em todos os teus passos.

Pensa com amor e fala amorosamente, predispondo-te a agir de forma amável.

Com o sentimento de amor ampliado, perdoarás com facilidade, por entender que o outro - o opositor, o adversário, o perseguidor - está de mal com ele próprio, enfermo sem o saber, necessitado de socorro...

Perdoando sinceramente aqueles que te geram dificuldades e se te fazem problemas, estarás colaborando com o Bem, assim passando ao estágio de serviço de solidariedade e de ação construtiva, em favor de todos e do mundo terrestre onde te encontras em processo de evolução.

Não te eximas de amar, de perdoar e de servir, se realmente anelas pela auto-realização.

in principio...


+55 19 999 17 36 50
+55 31 98526 7474